Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Há horas assim

Livro em construção

Livro em construção

Há horas assim

19
Out17

No outro lado da linha

correspondente

A central telefónica estava, mais ou menos, entre as duas secretárias, a minha e aa da colega, mas mais no lado dela, era uma das suas funções, “pilotar” aquilo, que é como quem diz, atender as chamadas. Existia ali a ideia errada que qualquer um de nós o deveria fazer. Ideias ligadas à polivalência. Ideias muito interessantes. Não fosse o caso de um ter sido contratado para, entre outras funções, assumir aquela, ter aceitado a remuneração de acordo com isso a e, o outro, ter aceitado também a sua remuneração, de acordo com as funções para as quais, em tempos, tinha sido contratado, das quais não fazia parte aquela. Teimosia à parte, mais que justificada, claro, estando disponível, em caso de ausência temporária da colega, este lá ia atendendo, uma ou outra chamada, quanto mais não fosse, para deixar de ouvir a central a “apitar”.

Mas, pelo menos uma, uma chamada, diária, quase sempre, pela mesma hora, eu, esforçava-me por atender, deixava tudo o que estava a fazer e, corria a estender a mão para o telefone, estivesse a colega, ali, pronta a atender ou não. Do outro lado da linha, estava uma “menina” com uma voz que me deixava derretido, não era para mim, a chamada, que pena, era para o armazém, contudo, ficávamos ali, os dois, em “salamaleques” uns minutos antes de eu, por fim, lá me resolver em passar a chamada.

Com a colega, a dar menos nas vistas, mais recatada, passava-se, algo do género, com alguém, do outro lado da linha, curiosamente, da mesma empresa, da empresa da menina de voz doce.

- O senhor X é tão educado, tão distinto, sim senhor, é um cavalheiro, etc. etc.

Dizia ela, a colega, coisas deste tipo, mais para si do que para este seu colega da secretária do lado, ao desligar a chamada. E enfim, assim, ficávamos nós, com os nossos botões, se calhar, cada um de nós, a imaginar, a dar corpo àquelas vozes.

O dia chegou, tanta “corda” se deu, de parte a parte que, a prometida visita aconteceu, a pretexto de qualquer coisa, ou de coisa nenhuma, a curiosidade a morder, uns papeis a entregar por mão própria, serviram a causa, os dois colegas, a voz doce e o senhor X, apareceram, ali, nas nossas instalações.

Ficaram, do outro lado, na espécie de balcão, existente entre o armazém e o nosso gabinete. O senhor X, quase que teve de se pôr em bicos-dos-pés, para chegar ao balcão e, dali, de sorrisinho, cumprimentou-nos e, lá trocou, atrapalhado, meia dúzia de palavras de circunstância, com a minha colega.

- Que saco de batatas! Baixinho, gordo e feio!

Exclamou ela depois.

- Imaginava outra figura para aquela voz!

Desabafou ainda.

Quanto à voz doce, não me desiludiu, era bonita, mas, alguém, um meu colega, com a melhor das intenções, acredito, aos meus ouvidos, tinha soprado, antes, coisas pouco abonatórias acerca dela, coisas que estupidamente esfriaram o meu entusiasmo.

Pelo meu “arrefecimento”, ou então, tal como o senhor X foi uma desilusão para a minha colega, eu, se calhar, talvez também tenha sido um desastre para a voz doce, certo, certo é que, as seguintes chamadas, quando as atendia, eram rapidamente reencaminhadas ao armazém, ficando no ar, entretanto, a vaga promessa, de um encontro para um “cafezinho”, nunca concretizado.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub